O futuro das profissões e o que isso tem a ver com o seu currículo!

Em 2030, cerca de 85% das profissões que existirão ainda nem foram inventadas! Essas e outras informações são da pesquisa feita pelo Institute for the Future e revelam o impacto com que as transformações tecnológicas mudam o presente e o futuro das profissões no mundo todo. Ao passo que a demanda por novas habilidades e o Lifelong Learning inauguram uma nova visão profissional.

Uma nova era profissional está sendo construída no mundo todo! Diferentes profissões e instituições têm provado os impactos da tecnologia em suas vivências. A velocidade das mudanças já ultrapassou os velhos paradigmas e mudou as prioridades e ambições de lugar. A tecnologia tem aproximado, de forma incrivelmente rápida, transformações que revolucionam a relação das pessoas com o trabalho.

Nesse contexto, onde até a forma de estudar o futuro tem se moldado às novas tecnologias, muito se fala sobre profissões que serão extintas, bem como as milhares de pessoas que terão suas verdades profissionais mudadas para sempre. A resistência às transformações é um caminho perigoso e de paralisia, mais importante do que se preocupar é observar o futuro pelo âmbito de que o trabalho será transformado, possibilitando que novas profissões sejam criadas, carreiras sejam repensadas e valores restabelecidos.

Não é a primeira vez que o mundo muda!

Na revolução industrial a substituição era do trabalho braçal. Agora, com a chamada Quarta Revolução, chegou a vez do trabalho intelectual figurar uma nova era.

A Inteligência Artificial é a nova onda de transformações que já podem ser contempladas por todos os setores da sociedade. Em alta escala, já é possível saber que a adoção tecnológica pelas empresas irá transformar as tarefas, os empregos e as habilidades de forma expressiva até 2025, segundo o WEF – World Economic Forum.

De acordo com o relatório The Future of Jobs 2020, nesta década, a automação e uma nova divisão do trabalho entre humanos e máquinas impactarão aproximadamente 85 milhões de empregos no mundo inteiro, em empresas de médio e grande porte em 15 setores e 26 economias, de acordo com a pesquisa. As previsões, que tem se mostrado altamente assertivas desde já, mostram que os empregadores irão dividir o trabalho entre humanos e máquinas igualmente. As funções que potencializam as habilidades humanas tendem a aumentar suas demandas. As máquinas serão focadas principalmente no processamento de informações e dados, tarefas administrativas e trabalhos manuais de rotina para posições gerenciais.

A demanda por novas habilidades e a valorização do intelecto

Em 2030, cerca de 85% das profissões que existirão ainda nem foram inventadas. Essas informações são de uma pesquisa feita pelo Institute for the Future (IFTF), organização localizada na Califórnia, EUA, que reúne líderes do mundo para pensar o futuro, inclusive, o futuro da educação. Se por um lado, milhares de empregos ficam para trás e não fazem mais parte da realidade profissional, velhos paradigmas também ficam para trás, aproximando uma evolução palpável para as pessoas e a forma como se relacionam com o trabalho. De outro lado, novas habilidades ganham destaque e profissões inovadoras surgem, abrindo novas portas para atuações profissionais criativas e conectadas.

Nesse cenário, surge uma tendência promissora, o Lifelong Learning! A expressão significa aprendizado para a vida toda e é responsável por impulsionar as estratégias de aprendizado corporativo. O Lifelong Learning representa a necessidade constante de renovação de conhecimentos, ferramentas e estratégias, muito além de aprendizados específicos e formatados por uma rotina profissional. As transformações e disrupturas abordadas neste artigo se conectam perfeitamente com a importância deste conceito, uma vez que o mercado exige, cada vez mais, profissionais multidisciplinares.         

Na perspectiva técnica, proficiência em novas tecnologias é apenas uma parte da equação de novas habilidades para as profissões do futuro. Já as habilidade humanas como criatividade, pensamento crítico, persuasão e negociação também mostram um valor decisivo, assim como resiliência, flexibilidade e resolução de problemas. É a  potencialização do intelecto e a defasagem de processos braçais, manuais e mecânicos.         

A Inteligência Artificial e as novas formas de trabalho vieram para ficar. A ruptura tecnológica tem impactado todos os setores da sociedade em escala global, transformando a economia de todos os países. Profissionais e instituições que não se adaptarem estão fadados à defasagem e perderão competitividade no cenário mundial. Com certeza um currículo a prova de futuro não existe. No entanto, para o sucesso daqueles que já trabalham suas habilidades criativas e seu senso de adaptabilidade,  o que existe – e resiste, são os profissionais a prova de futuro!         

As mudanças no mercado de trabalho estão apenas começando e pensar onde você deseja estar em meio a todas essas transformações é fundamental para que se possa ler o presente e se encontrar no futuro. A C-Level é especialista no assunto e permanece em constante evolução. Em nossas redes sociais e nossos perfis de LinkedIn você encontra constantes atualizações sobre os temas que abrem janelas de compreensão sobre o futuro do mercado de trabalho, proporcionando direcionamentos assertivos para você e sua realidade profissional.

Outros Posts

Conselhos de Alto Impacto e Visão de Futuro

Conheça as Tendências que mais Crescem no Mundo

GenAI: O Poder da Inteligência Artificial Generativa no Futuro Empresarial