Headhunter: qual o seu papel?

Atualmente é indiscutível em todas as empresas de qualquer segmento ou porte sobre a importância dos talentos certos para que o negócio obtenha êxito e resultados. As estratégias de recrutamento e atração de talentos nunca se tornaram tão relevantes para o negócio. Dessa maneira, é fundamental que a empresa tenha clareza na definição de quais posições estratégicas deverá contar com apoio de um headhunter ou consultoria especializada que consiga trazer para a empresa os profissionais com perfeito match ao desafio organizacional.  

O que é um headhunter? 

Traduzindo de forma literal, um headhunter é um caçador de cabeças, ou seja, talentos, com o papel de encontrar o melhor profissional para a posição ou desafio nas empresas. Esse profissional, normalmente, caminha muito próximo ao Board da empresa e executivos de RH na construção da estratégia e desenho do perfil a ser buscado no mercado. É fundamental essa parceria do headhunter com a empresa para que exista uma clareza na busca do talento no mercado como por exemplo: quais empresas ou segmentos o novo talento deve ter atuado, quais cases ou resultados precisou apresentar e assim por diante. Para posições em níveis mais elevados na estrutura organizacional como Gerentes Seniores, Diretores, C-Level e conselho, a atuação de um headhunter fará muita diferença.  

Qual o papel do headhunter? 

Hoje em dia, além do desafio de apresentar os melhores profissionais para o cenário específico de cada empresa, o headhunter tem um papel mais amplo de trazer à empresa informações estratégicas e de mercado como forma de apoiar a alta gestão no realinhamento do perfil a ser buscado ou ainda na revisão do plano desenhado para a vinda do novo executivo.  

Os melhores headhunters tem a missão de ajudar as companhias a escolherem os melhores talentos, alinhados com o fit cultural da empresa que o contratou, identificando o histórico profissional que tenha total convergência com desafio na nova empresa que está contratando, além de analisar minuciosamente o perfil de cada profissional de maneira a mapear pontos fortes e pontos de aprimoramento com precisão. 

O headhunter vai assessorar a empresa com relação à cada perfil apresentado, ajudando a desenhar a melhor estratégia para composição da proposta de trabalho ou a carta oferta ao escolhido. Esse processo demanda do headhunter conhecimento em estratégias de remuneração, práticas de mercado, visão do pacote total de benefícios e como o total de remuneração se traduz no total cash, ou seja, na remuneração total anual ao profissional.  

É ele ainda quem vai manter contato e conversar com o candidato, que por vezes significativas, já está trabalhando em alguma outra companhia, entendendo seus interesses e necessidades para ajudá-lo a tomar a decisão de deixar seu atual desafio para iniciar uma nova jornada. O headhunter tem como missão garantir que a experiência do candidato seja a melhor possível e deve atuar com transparência tantos nos retornos e updates sobre andamento do processo seletivo quanto a manter o candidato engajado com a nova oportunidade. 

Características essenciais

Existem características comportamentais essenciais a um bom headhunter, mas obviamente precisam ser complementadas com várias hard skills (competências técnicas) para que esse profissional seja completo.  

Algumas características consideradas primordiais: 

  • Excelente comunicação e capacidade de argumentação – O profissional deve ser capaz de defender tanto o desafio para o candidato quanto argumentar com consistência o perfil dos candidatos para a empresa 
  • Perfil negociador – Essencial negociar com a empresa perfil da posição, budget, faixa de remuneração, assim como negociar ativamente com o candidato escolhido as condições para sua vinda para nova empresa.  
  • Iniciativa e proatividade – Tomar a iniciativa e proativamente pesquisar perfis alinhados com escopo do desafio, manter busca constante de novos profissionais para apresentar ao cliente de forma a antecipar as necessidades do cliente 
  • Empatia – Saber escutar, ler nas entrelinhas e observar tanto as reações dos clientes da empresa como dos candidatos é essencial para perceber “aquilo que não é explicitado” mas que fará diferença entre um candidato aceitar ou não o projeto.  
  • Resiliência – A capacidade de reagir positivamente a mudanças ou reveses ao longo da condução de um projeto é essencial. Ora muda perfil da posição, ora um candidato finalista desiste do processo, ora a empresa redefine estratégias. Tudo isso é parte do jogo e o profissional precisa assimilar bem essas situações e manter mesmo engajamento desde o início.  
  • Relacionamento e networkingImportantíssimo conhecer e ter relacionamento próximo com profissionais referência no mercado. Um bom headhunter atua com sua rede de networking ativamente e essa rede é quem o alimenta sobre onde estão os melhores do mercado. 

Com relação a hard skills ou competências técnicas, destacamos ainda: 

– Conhecimento estratégias de remuneração 

– Conhecimento em gestão empresarial 

Conhecimento estrutura organizacional, visão de como funcionam as corporações e suas área de negócio 

Economia, negócios e mercado  

Vale notar que os melhores headhunters falam sobre pessoas e sobre negócios, portanto é essencial que o profissional tenha essa visão muito apurada sobre mercado e business.  

Headhunter e recrutador são a mesma coisa? 

Definitivamente não. Apesar de parecer uma variante de recrutador, o headhunter atua em uma vertente muito mais estratégica e não fica responsável pela seleção de currículos das vagas que estão em aberto. Diferente do recrutador, ele busca ativamente os melhores talentos através de sua rede profissional e não espera chegarem até ele. Para isso, seu trabalho demanda mais flexibilidade e autonomia, além da constante necessidade de se manter atualizado no mercado através de monitoramentos e pesquisas constantes. Um dos focos do headhunter é também conseguir identificar posições ou profissionais que ainda estão em falta dentro da empresa, as quais nem mesmo a organização se deu conta.  

A importância de ter um profissional de hunting para sua empresa  

Quando se pensa em uma posição estratégica dentro da organização, a diferença entre um executivo de alta performance e um executivo “mediano” se traduz, literalmente, em alguns milhões de reais para a empresa, seja em receita ou perdas. Portanto, é um processo que se deve confiar aos especialistas para que seja uma decisão com alta chance de acerto na escolha do melhor executivo.  

Aos profissionais que desejam ter essa carreira como headhunter, o melhor conselho é identificar dentro de seu perfil e habilidades o grau de aderência às competências essenciais para desempenhar com qualidade esse papel. Aqui na C-LEVEL Group atuamos com time de headhunters especializados e experientes e aprendemos que, não basta apenas o talento, mas a profissão exige constante atualização e aprendizado sobre diferentes mercados e organizações. 

Às empresas que buscam um headhunter para assessorá-las, é importante buscar empresas e profissionais reconhecidos no mercado e que já tenham maturidade e vivência em projetos de recrutamento executivo de alta complexidade. Para conhecer mais sobre como a C-LEVEL Group pode ajudar, fale conosco [email protected] e agende uma conversa com um headhunter. 

Outros Posts

Conselhos de Alto Impacto e Visão de Futuro

Conheça as Tendências que mais Crescem no Mundo

GenAI: O Poder da Inteligência Artificial Generativa no Futuro Empresarial