Qual a diferença entre um líder e um C-LEVEL?

Você pode estar se perguntando quais são as reais diferenças entre um C-LEVEL e um líder funcional se, afinal, ambos desempenham cargos de liderança, certo?

Acontece que o pensamento estratégico é o principal atributo que define um C-LEVEL e que distingue um nível hierárquico do outro. 

Os líderes e gestores, geralmente, são pessoas que cresceram e se formaram líderes dentro da organização.

Na maioria dos casos, são profissionais que se destacaram em suas atividades desde o início da sua carreira, foram conquistando seu espaço internamente e ocuparam a posição de liderança.

Um C-LEVEL, no entanto, costuma ser alguém de fora, que traz uma bagagem inovadora para complementar a visão estratégica que a empresa precisa para alcançar níveis ainda mais elevados em sua trajetória. 

Ou seja, a vasta experiência no mundo corporativo, muitas vezes, é requisito para assumir uma posição C-LEVEL.

Tanto é assim que, uma pesquisa realizada pela maior rede social profissional do mundo, o LinkedIn, apontou que o cargo de consultor está entre os mais comuns anteriormente ocupados pelos CEOs.

Quais características um C-LEVEL precisa ter para ser parceiro do negócio?

Umas das principais características essenciais a um diretor executivo é ter boa capacidade de comunicação e de relacionamento.

Agora, imagine se a companhia for representada por uma pessoa que não sabe comunicar de forma efetiva aquilo que precisa ser reportado?

Empresas não devem se arriscar dessa maneira, certo? Isso vale tanto para a comunicação interna quanto para a externa.

Quais características um C-LEVEL precisa ter para ser parceiro do negócio?

Outra premissa de um bom executivo C-LEVEL é ter inteligência emocional. Os desafios e responsabilidades inerentes à posição que ocupa exigem que um profissional sênior entenda e consiga gerenciar os seus sentimentos em relação às situações. 

Por fim, outra qualidade que podemos destacar em executivos C-LEVEL é gostar de desafios e de correr riscos.Tenha em mente que empresas não alcançam novos patamares se não têm coragem ou não sabem arriscar.

É muito difícil encontrar pelo mercado grandes marcas que não ousaram em certos momentos da sua história.

Além disso, o desejo por desafios e o inconformismo são atributos com os quais o C-LEVEL pode contagiar as equipes a pensarem de forma inovadora, saindo um pouco do círculo vicioso da zona de conforto.

Muitas vezes, os empreendedores precisam de alguém assim, do seu lado, para alcançar o sucesso de desejam, mas que nunca souberam como atingir.

Outros Posts

Conselhos de Alto Impacto e Visão de Futuro

Conheça as Tendências que mais Crescem no Mundo

GenAI: O Poder da Inteligência Artificial Generativa no Futuro Empresarial